quarta-feira, 20 de abril de 2016

Um Amor para ( Não ) Recordar

De um lado, um homossexual assumido, de outro um potencial homossexual enrustido.
De um lado um baiano, do outro um campineiro. Mas ambos deputados pelo Rio de Janeiro.
Ambos com discursos sempre ofensivos e emocionantes, ambos sem projetos de verdadeira utilidade em suas legislaturas.
Ambos sempre seguidos por pessoas que ao invés de colocarem seus próprios cérebros para funcionar, preferem se espelhar em qualquer outra pessoa no mundo.
O que separa, e o que une Bolsonaro de Wyllys?
Definitivamente nada!
Definitivamente tudo!
JEAN "GUEVARA" WYLLYS
Em Agosto de 2011, a revista Rolling Stones ( edição 59 ) trouxe uma imagem polêmica. Ninguém mais, ninguém menos que Jean Wyllys vestido como um "Che Guevara" moderno.
Muitos desmiolados e críticos do deputado, que sequer leram a edição da revista, iniciaram uma cruzada mentirosa, dizendo que Wyllys defendia Che pelas suas ideias socialistas, mas que desconhecia o fato de que Che mandava fuzilar homossexuais.
O que esses críticos mentirosos não previam, é que as pessoas podem pensar por si próprias ou até mesmo pesquisar na Internet a revista e ler o que ele falou.
A revista Rolling Stones tem uma mania ( desnecessária ) de transformar seus entrevistados em personagens históricos.
Wyllys escolheu Che, justamente pelo fato de ele ser um revolucionário "machista" e o fez justamente para criar na mente do leitor a imagem inversa. Se Che é a cara da moeda, Wyllys seria a coroa.
O que enoja em Wyllys é o fato de que os argumentos morrem no momento em que ele é contrariado. Mesmo ele sendo muito bom em argumentar seus pontos de vista ( mesmo que muitas das vezes absurdos ), ele se faz de vítima o tempo todo, quando questionado.
Basta discordar de uma de suas ideias que ele usa o argumento da homofobia, do machismo, do fascismo e outros tantos ismos e fobias que chega a parecer uma criança mimada.
Sabe aquela criança que é pega fazendo algo errado e tenta se defender "delatando premiadamente" o irmão mais novo? Este é Wyllys.
JAIR "VILLAGE PEOPLE" BOLSONARO
Bolsonaro também é vítima de críticos que usam a manipulação de frases desconexas e trechos de entrevistas para mentir sobre ele e tentar transforma-lo em um "Hitler" moderno.
Isso se deve ao fato de que ele realmente muitas vezes fala coisas absurdas e idiotas que dão farta munição aos seus oponentes. Mas isso não dá a eles o direito de manipularem e mentirem, apenas mostra que eles são tão ou mais crápulas quanto Bolsonaro.
Bolsonaro demonstra um comportamento mimado e malcriado. Se é contrariado em algum ponto de vista, parte para os berros, gritos e ofensas.
E se quem discordar for uma mulher, então Bolsonaro "solta a franga" que existe dentro dele.
Seu ódio desenfreado contra mulheres e homossexuais deixa transparecer a famosa "homossexualidade reprimida".
Ele nitidamente esqueceu que já saiu do quartel, onde o sargento grita com o soldado e este não pode responder porque seria obrigado a "pagar" flexões para o macho alfa.
BOLSONARO VS WYLLYS

OS FATOS
O último capítulo desta novela romântica entre os dois se deu no dia da votação do impedimento da ex-presidente Dilma.
Bolsonaro era um daqueles que ficava em volta do microfone, igual criança chata que não respeita a ordem da brincadeira, gritando e berrando baboseiras.
Típico dele, claro, que faz de tudo para chamar à atenção para si, já que é carente de afeto que pode não ter tido na infância.
De repente vem Wyllys, todo chique com um trapo vermelho, parecendo criança cuidando da caxumba.
Ambos  se agridem, naquela troca de olhares apaixonados, onde as mágoas deixam transparecer toda a dor de um amor ferido.
Wyllys chega ao microfone.

Voltemos um pouco no tempo...

Bolsonaro já havia discursado e deixado mais uma de suas imbecilidades no colo de seus opositores.
Ele havia dedicado seu voto ao torturador, assassino, ex-comandante do DOI-CODI ( nada ) Brilhante Ustra.
Bolsonaro não se cansa de falar e defender asneiras. E o faz por um misto de burrice com arrogância.
Ele realmente acredita que ao fazer isso, humilha seus opositores, mas ao mesmo tempo consegue jogar contra ele mesmo milhares de pessoas.
Há algum tempo até mesmo eu acreditava que Bolsonaro era inteligente e irônico, mas o tempo mostrou que ao invés de inteligência, há somente ódio debaixo daquele cabelo penteadinho de lado de forma bem heterossexual.

Voltando a Wyllys...

Ele deu seu voto, e quando foi voltar para seu lugar, Bolsonaro ficou ali berrando e gritando, quando Wyllys se virou e deu uma ( pasmem ) cuspida na cara de Bolsonaro, que ficou parado e atônito.
FESTIVAL DE MENTIRAS
Logo após o final da votação, Wyllys fez sua defesa sobre os fatos.
Ele disse que Bolsonaro o havia xingado de "bixa", "veado", "boiola", e sei lá quais outros termos se usa para denominar um homossexual na linguagem informal.
Isso, somado ao fato da apologia ao crime e a tortura, praticados por Bolsonaro em seu voto, levou Wyllys a "cuspir" em protesto no deputado adversário.
Então aparece em cena, Eduardo Bolsonaro ( filho de Jair ), que tem em suas mãos um vídeo filmado por ele mesmo, onde mostra que seu pai não usou a linguagem informal que Wyllys alegou.
E ainda disse que ele, sendo um bom menino, jamais cuspiria em outro deputado.
Surgiu ainda um vídeo em que Wyllys teria dito a um aliado que "eu vou cuspir em Bolsonaro", o que provaria que ele premeditou o que faria e inventou sua defesa.
Mais uma vez, aparece outro vídeo, onde mostra Eduardo cuspindo em Wyllys logo depois que este cuspiu em Bolsonaro.
Pelo visto, Eduardo se valeu da manipulação de seu vídeo para defender o pai, e mentiu quando disse que não cuspiria em um deputado. Menino malcriado!
E pior, a TV Record descobriu que a premeditação de Wyllys não existiu. Ao seu aliado ele teria dito "eu cuspi em Bolsonaro", e o vídeo foi feito depois do fato ocorrido.
CONCLUSÃO FINAL
As siglas dos deputados ( PSC e PSOL ), já declararam que irão pedir a quebra de decoro parlamentar dos três deputados envolvidos, e até mesmo a cassação de seus mandatos.
Porém, analisando todo o ocorrido, o mais justo seria:
1 - Uma "moção de repúdio" ao deputado Jair Bolsonaro pela apologia a violência, ao dedicar seu voto a um ex-torturador. Não é passível de cassação, apesar de ser nojenta a atitude. Que seja dada uma reprimenda pública ao deputado, sob o risco de se ele usar de má fé, indo as redes sociais tripudiar em cima da moção, ai sim, seria iniciado um processo por quebra de decoro.
2 - Processo de quebra de decoro e cassação do mandato de Jean Wyllys. Mesmo que sua reação seja humanamente normal, não é passível de perdão, por causa do cargo que ocupa.
3 - Processo de quebra de decoro e cassação do mandato de Eduardo Bolsonaro. Não cabe aqui o argumento de que a "cusparada" tenha vindo em defesa do pai.

Se o conselho de ética realizar isso, será o primeiro passo para mostrar que comportamentos infantis, violentos e até mesmo ridículos não serão mais tolerados em um lugar de tão grande importância.
Se o impeachment for realmente levado a sério como dizem isso é o mínimo a ser feito.

Ou o país pode virar um paraíso para guerras de saliva por parte de militantes abestados e sem um mínimo de discernimento.

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Cunha, o Nosso Querido Presidente

Dia 17 de Abril de 2016 será lembrado como o dia em que Eduardo Cunha assumiu a presidência da república.
Graças a seus esforços, a corrupção finalmente chegou ao fim, e agora com certeza dias melhores virão.
Ele tem o apoio do povo honesto deste país e da grande maioria dos deputados.
Claro, sabemos que o grupo corrupto liderado por Dilma, ainda tentará tumultuar, dizendo que houve golpe por parte de Michel Temer, mas é claro que se trata de desespero de causa.
Qualquer pessoa com um mínimo de inteligência sabe que Michel Temer acatará todas as ordens do novo presidente, pois ele conhece o poder de Eduardo Cunha.
Agora, como novo presidente da república, Cunha terá algumas situações para resolver o mais rápido possível para o bem do país.
Algumas atitudes serão feitas com o apoio da população, mesmo que sejam um pouco duras. Mas como diz o ditado, algumas vezes é necessário cortar na própria carne.
Algumas medidas serão polêmicas pois vai atingir em cheio parte da população corrupta que apoia projetos de "vagabundeamento" das pessoas, mas os honestos do país estarão dispostos a lutar ao lado do novo presidente para mudar o país, doa à quem doer.
TERCEIRIZAÇÃO
Umas das primeiras medidas do novo presidente Eduardo Cunha, será a terceirização dos empregos.
Esse projeto gera polêmica, porque a parte comuno-socialista mente descaradamente, alegando que a terceirização traria prejuízos aos trabalhadores.
Vamos analisar algumas vantagens da terceirização:
1 - Geração de empregos
Tomemos como exemplo os bancários. Muitos deles ganham em torno de R$ 3500,00. Com a terceirização, um banco poderia contratar uma empresa que pagaria o salário mínimo ( R$ 880,00 ) e teria 4 funcionários para realizar o trabalho de um.
Se você levar em conta que um bancário comum trabalha 6 horas por dia, a agências poderiam adotar o sistema de "12 por 36" para esses terceirizados.
Além de termos todos os dias 2 funcionários ao invés de um, os bancos teriam ainda um funcionamento nos sábados e domingos.
Caro que sabemos que as agências não abririam nos fins de semana, mas imagine você chegando em uma agência num domingo às 15 horas, e uma máquina não teria envelope para depósito. O que você faria?
O funcionário de "12 por 36" estará lá, e poderá repor os envelopes, e recolher os depósitos naquele mesmo dia.
2 - Melhora na qualidade do serviço
Há quem argumente que o trabalhador ganharia muito menos do que sistema atual, mas com certeza quem alega tal fato, é com certeza simpatizante de um sistema socialista que premia com salários enormes quem trabalha menos.
Neste momento o país precisa de pessoas que estejam dispostas a trabalhar para ajudar o país a crescer. Vale a pena ganhar um pouco mais, sabendo que isso criará de imediato 3 empregos diretos.
A sua empresa terá lucros e isso fará com que o empresário ganhe mais. Ele se sentirá mais motivado a melhorar as condições de trabalho de sua empresa, cobrando das terceirizadas a qualidade do serviço prestado. Isso não daria espaço para profissionais que não querem trabalhar sério, pois seriam substituídos por profissionais mais dedicados, sem gerar os encargos trabalhistas desnecessários que acabam desmotivando e empresário a demitir pessoas que prejudicam a qualidade do serviço.
Outra grande vantagem da terceirização é o fim dos concursos públicos que gera um gasto com funcionalismo público que leva a falência municípios, estados e até mesmo o país.
Terceirizando esses serviços o país estaria economizando milhões de reais todos os anos. E, principalmente, ajudando empresários de todas as áreas a gerar mais empregos.
REFORMA DA PREVIDÊNCIA
Quem já não se cansou de ver idosos simpatizantes do socialismo vagando sem rumo, apenas consumindo as economias do país?
Aumentar a idade para a aposentadoria, é de imediato uma solução para esse problema. Nossos avós lutaram na ditadura, contra a subversão comunista e com certeza deveriam servir de exemplo para os mais jovens.
O povo brasileiro com certeza para salvar o país, aceitariam de bom grado trabalhar um pouco mais em suas vidas.
Afinal, ninguém quer socialistas preguiçosos que se aposentam aos 60 anos, e passam a viver de "pedir lugar para sentar no transporte coletivo". Ainda mais sabendo que a expectativa de vida do brasileiro subiu para 75,2 anos.
A idade mínima para aposentadoria seria de 75 anos para o homem e 70 para a mulher, para receberem uma aposentadoria proporcional. Mas com a oportunidade de conseguirem um valor integral caso completassem 60 anos de contribuição.
É um preço pequeno a pagar para se salvar o país deste espírito "che guevariano" que anda tomando conta dos idosos, gerando despesas desnecessárias ao estado.
FIM DA OPERAÇÃO LAVA-JATO
A operação liderada pelo juiz Sérgio Moro já teve seu objetivo alcançado: tirar Dilma do poder. Levar adiante investigações contra deputados e até mesmo contra Eduardo Cunha, seria transformar essa operação em jogo político.
Tanto Cunha quanto os deputados citados na operação que votaram pelo afastamento da ex-presidente merecem o privilégio da anistia.
Entenda:

anistia
substantivo feminino
1.
esquecimento, perdão em sentido amplo.
2.

jur ato do poder público que declara impuníveis delitos praticados até determinada data por motivos políticos ou penais, ao mesmo tempo que anula condenações e suspende diligências persecutórias.

O povo brasileiro precisa entender que foi um ato de coragem destas pessoas desafiar a tirania da republiqueta comunista que foi instalada no país.
E devemos dar um voto de confiança a estes homens que resolveram dar um fim a corrupção que destruía o país. Todos sabemos que eles fizeram isso pelo bem do país, e que com absoluta certeza não cometerão mais estes pequenos deslizes morais do passado, e portanto devem ser perdoados para que eles possam reconstruir o país com honestidade, arrependimento genuíno e altruísmo.
FIM DOS PROGRAMAS SOCIALISTAS
Não há dúvida de que os programas socialistas criados por este governo comunistas tem de chegar ao fim.
Ninguém aguenta mais ver suas rendas retiradas para sustentar famílias de socialistas nordestinos e indígenas.
O fim destes programas somado as terceirizações, renderá aos cofres públicos milhões de reais, além de limpar de uma vez qualquer resquício de uma filosofia descabida de igualdade social.
Não dá mais para tirar riquezas do sul e sudeste, para sustentar um nordeste abarrotado de socialistas preguiçosos.
Não podemos mais permitir que famílias tradicionais sejam obrigadas a dividir as mesmas profissões com pessoas que nasceram em locais longínquos do país.
Parte do dinheiro economizado com o fim destes programas poderia inclusive ser usada para criar incentivos aos grande pecuaristas e agropecuários que lucrando mais, com certeza produziriam mais. E melhorariam as condições de trabalho de seus funcionários que são obrigados a trabalhar por muitas vezes sob a condição de escravos, porque seus patrões são obrigados a sustentar socialistas preguiçosos a ponto de quase não poderem bancar necessidades básicas de suas próprias famílias como viagens ao exterior, carros etc.
MUDANÇAS NAS LEIS TRABALHISTAS
Tentar controlar a relação trabalhador-empregador, é um dos erros do estado. Gerando gastos ao empregador e burocracia, cria-se obstáculos para se criar empregos.
O estado deve deixar que a relação entre o empregador e o trabalhador seja única e exclusivamente decidida nas convenções coletivas.
Tentar criar direitos exagerados como licenças paternidade, por exemplo, cria empecilhos para que o empresário possa ter lucro.
Colocando as decisões tomadas nas convenções coletivas acima das leis trabalhistas, facilita a vida do empregador.
Levemos em consideração uma negociação salarial. O estado não pode interferir na negociação e deve deixar a cargo do empregador e do empregado. Quem melhor do que o empregador para saber qual o reajuste o trabalhador merece. O empregador conhece sua empresa melhor do que ninguém.
Acabar com os sindicatos é outra grande alternativa. O empregador poderá em anos de crise, decidir congelar ou zerar o valor do reajuste salarial, para o bem do próprio empregado, evitando a falência de uma empresa.

GOVERNO DE TRANSIÇÃO
O último desafio de Eduardo Cunha, será realizar um governo de transição para o futuro presidente da república.
Para isso, ele terá de nomear ministros que estejam comprometidos com o fim da corrupção. Nomes com José Serra ( PDSB, partido que não possui nenhum corrupto comunista ), podem ser lembrados para a área da saúde.
Um nome para a chefia da casa civil, podeira ser do senador Aécio Neves, que teve todas as denúncias falsas contra sua pessoa devidamente arquivadas pela justiça e conta com forte apoio da população brasileira, sendo inclusive ovacionado durantes as últimas manifestações contra a corrupção.
Com a união do PMDB de Cunha e do PSDB, o país terá um crescimento vertiginoso, com o aquecimento da economia.
A imprensa terá um papel fundamental nesta transição, através de notícias positivas sobre o país, a fim de reerguer a estima do povo brasileiro e motivar a união de todos.
Deve-se tentar através de medidas judiciais a extinção de partidos considerados socialistas como PT, PSOL, PTB, PDT, PCdoB, PSB, PTC, PMN, PRP, PPS, PV, PTdoB, PP, PSTU, PCB, PRTB, PHS, PSDC, PCO, PTN, PSL, PRB, PR, PSD, PPL, PEN, PROS, SD, NOVO, REDE e PMB.
Unificar PSDB e DEM como uma só sigla, e como uma segunda opçao unificar o PMDB e o PSC, criando-se apenas duas siglas.
Uma de extrema direita e outra de direita moderada, evitando assim a escalada de políticos de esquerda.

Com todas estas atitudes, Eduardo Cunha terá com certeza apoio constante da população e qualquer manifestação contrária por parte de socialistas e comunistas, seja articulada no congresso, ou seja através de manifestações nas ruas, deve ser prontamente combatida.

Cunha, você tem nosso apoio.

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Contra o Pai Nosso, Mas Cego em Relação ao Álcool e Drogas?

Um promotor do MPE-MS quer a proibição do Pai Nosso nas escolas... e tá certinho, o estado é laico.

LEIA:

Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
Art. 19. É vedado à União, aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios:

I - estabelecer cultos religiosos ou igrejas, subvencioná-los, embaraçar-lhes o funcionamento ou manter com eles ou seus representantes relações de dependência ou aliança, ressalvada, na forma da lei, a colaboração de interesse público;

Agora acredito que o próximo passo de magistrado seja punir os pais que permitem o uso indiscriminado de narguilé e bebidas alcoólicas por menores nos altos da Afonso Pena e até mesmo dentro de casa.

LEIA:

Art. 243. Vender, fornecer ainda que gratuitamente, ministrar ou entregar, de qualquer forma, a criança ou adolescente, sem justa causa, produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica, ainda que por utilização indevida:


Pena - detenção de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa, se o fato não constitui crime mais grave. (BRASIL, Lei 8069 de 13 de julho de 1990, 1990)

Acabar com as agressões a motoristas e passageiros e depredação por parte de jovens que usam o transporte coletivo no domingo, para irem e voltarem do Shopping Campo Grande.
Proibir que motoristas andem com som alto até mesmo na região central, com músicas que falam palavrões.

Fiscalizar a presença de menores nessas orgias ao ar livre, realizadas em conveniências e bares durante as noites.

Proibir venda de bebida alcoólica a menores em bares próximos a faculdades e escolas.
E principalmente, EXIGIR a entrega de uniforme, kits escolares e a merenda nas escolas da REME.

Pois como esse promotor é zeloso pela integridade desses menores, defendendo-os da religião que pode transformá-los em fanáticos religiosos intolerantes, também será zeloso pela saúde deles e pela sua integridade física, inclusive colocando policiamento perto das escolas e faculdades.

Vamos lá promotor, estou ao seu lado, não seja preguiçoso e pare só no primeiro passo.

segunda-feira, 21 de março de 2016

Porque o Impeachment de Dilma Será Bom Para o País, Por Mais Absurdo que Pareça

O Brasil chegou a um momento crucial de sua história.
O país precisa que Dilma Roussef seja tirada do poder o mais rápido possível.
Não dizemos isso por perseguição política, nem porque defendemos um ou outro partido, mas pelo simples motivo de que precisamos salvar o país da falência.
O povo brasileiro de verdade não aguenta mais sustentar regalias para uma parcela de pessoas que não merecem.
E após uma análise bem detalhada, descobrimos o que vai melhorar logo de cara no país se esse governo sair e der lugar a um governo mais responsável e equilibrado.
Mostraremos aqui o que pode mudar para melhor.
1 - FIM DO BOLSA FAMÍLIA
Não há como negar que os verdadeiros brasileiros pagadores de impostos estejam cansados de sustentar um grupo de pessoas que não tem interesse em trabalhar e querem comer as custas de outros.
Famílias de médicos, engenheiros, advogados, militares estão tendo de pagar impostos para alimentar famílias de nordestinos que se escondem sob a desculpa da tal "seca".
Enquanto pais de família do sul e sudeste do país tem de pagar caro em alimentos básicos, pais do nordeste ganham farinha e trigo de graça. Quem não cansou de ver pessoas da periferia vestindo roupas inadequadas para sua condição social, porque não precisou comprar seu almoço porque ganhou de graça com o dinheiro do meu e do seu imposto?
Com o fim do bolsa família, essas pessoas voltarão a trabalhar, porque não ficarão mais nas costas das outras, gerando assim lucro para o país.
2 - FIM DO MINHA CASA MINHA VIDA
Outro programa do governo que realmente deixa indignado qualquer bom trabalhador. Trabalhadores do sul e sudeste do país, recolhem FGTS durante seus anos de trabalho, para que o governo use esse dinheiro para financiar casas para pessoas que não trabalham.
E o pior é ver que os financiamentos tem parcelas baixas, enquanto que um bom trabalhador precisa pagar parcelas caras para ter uma mísera casa de R$ 300 mil.
O caso fica ainda mais grave se contabilizarmos que esses preguiçosos recebem luxos desnecessários como saneamento básico, luz elétrica, e até mesmo asfalto para andarem tranquilos com suas motos compradas com dinheiro que sobra, pois não precisam comprar comida ou pagar um preço justo pela casa em que moram.
3 - FIM DO PROUNI
Quem não se indigna ao levar seu filho para a faculdade pagando parcelas caras, e ter de esperar com seu carro na frente da instituição de ensino, enquanto filhos de pessoas sem condições para estar ali, lotam as faixas de pedestres desembarcando do ônibus?
As desculpas são tão revoltantes que me enojam ter de enumera-las aqui. Baixa renda, desigualdade social, e pasmem, até mesmo cor de pele agora serve para que o governo coloque nas faculdades pessoas que não podem arcar com as parcelas dos cursos.
Ter de ver seus filhos que passaram pelas melhores escolas particulares dividir a sala com outros estudantes que vieram de um ensino público falido e inchado de péssimos profissionais, e ter de pagar para que estes alunos estejam ali de graça deixa qualquer bom brasileiro insatisfeito.
Faculdade não é brincadeira. Ninguém aqui quer deitar em uma mesa de cirurgia e ter de passar pelas mãos de um profissional que não vem de uma família tradicional, mas sim de algum lugar esquecido da humanidade, simplesmente porque o governo resolveu fazer caridade com o meu e o seu dinheiro.
4 - FIM DO PRONATEC
Não bastasse esses pais receberem auxílios do governo para manterem suas crianças nas escolas, quando terminados o ensino básico e fundamental, se esse aluno não tem a mínima condição intelectual para ingressar em uma faculdade, o governo então resolve pagar um curso técnico para que ele possa ser alguém as nossas custas.
Cursos como técnicos em computação gráfica, ou de informática estão sendo jogados no colo de pessoas que sequer tem um computador que preste em casa. Até mesmo técnico em agropecuária uma pessoa que sequer teve um primo distante na vida possuindo uma chácara pode tentar ser. Tudo isso com o meu e o seu dinheiro.
5 - FIM DA FARMÁCIA POPULAR
Uma das maiores injustiças do país. Enquanto pessoas que trabalham duro tem de bancar seu próprio plano de saúde particular, aqueles que contribuem bem pouco com impostos recebem de graça em postos de saúde todo o atendimento necessário.
Isso, claro, bancado com o dinheiro dos impostos daqueles que trabalham. Além de terem exames gratuitos recebem também remédios gratuitos de forma indiscriminada.
Mas o governo não se deu por satisfeito, pois se a doença é muito grave e aquele que não contribui com nenhum imposto tem pressa em tomar seu comprimido, ele pode adquirir o mesmo medicamento que o bom trabalhador tem de pagar caro em farmácias com descontos abusivos em drogarias medianas que estejam cadastradas neste programa assistencialista e imoral.
A desculpa: saúde é um direito de todos. Mas desde que seja bancada pelos do sul e sudeste e dada de graça para outras regiões longínquas do país.
6 - FIM DO LUZ PARA TODOS
Este é um programa que produziu um grande problema para o país.
Quem já não se sentiu roubado com os reajustes da conta de luz neste governo?
Sabem o que causa isso? O governo resolveu levar luz elétrica a lugares distantes do nordeste e norte do país.
Pessoas que não tem a mínima condição de ter luz elétrica em casa, simplesmente porque não tem a cultura de possuir eletrodomésticos. Uma pessoa que passou anos na base do lampião, quando recebe esse beneficio, passa a usá-lo de maneira descuidada.
Um nordestino gasta em média luz que daria para sustentar famílias inteiras, pelo simples fato de que não foi educado a usar este benefício.
O simples fato de ter luz elétrica em casa, gera na mente destas pessoas a ilusão de que elas podem ter em casa televisores, máquinas de lavar, ferros de passar, e até mesmo geladeiras ( totalmente desnecessárias nesta regiões onde não há produtos industrializados e a base alimentar é a farinha de mandioca ).
Este consumo desenfreado está gerando caos elétrico no país ao ponto de famílias terem de economizar no sul e sudeste sendo privados de seus PS4 ou TVs com Blue-Ray, ou até um simples ar condicionado para que não falte luz para que esses nordestinos possam "gelar suas mexericas".

CONCLUSÃO FINAL
Com o fim destes programas, o governo federal poderá investir mais nas regiões que realmente produzem neste país como sul e sudeste. Além de poder economizar a ponto de comprar terras no norte do país ( ou desapropria-las ) para remanejar os povos indígenas do centro-oeste para lá. Deixando assim livre o caminho para que os produtores rurais possam alavancar seus lucros.
O país voltará a ter mão de obra para empregos como pedreiros, garis, lixeiros, cuidadores de carro, manicures, pedicures, zeladores de prédios e condomínios, jardineiros, merendeiras de escola, faxineiras e serviços gerais, etc.
Trabalhos necessários ao bem estar da população que contribui mais com impostos, mas que agora essas pessoas beneficiadas de forma indiscriminada pelo governo se negam a exercer.
Assim, teremos um país justo.
Onde cada um tem o seu lugar de direito.
Os verdadeiros brasileiros do sul e sudeste usufruindo de seus direitos constitucionais, e os nordestinos e os preguiçosos voltando ao devido lugar de direito.

Sabemos que o Brasil é um país de todos, mas que precisa aprender que diferenças culturais devem ser preservadas. Não podemos mudar a identidade de nosso povo.
Afinal, um nordestino rico será sempre um nordestino.
Então não há motivos para mudar a ordem natural das coisas.

Fora Dilma, para uma país melhor.





ESTA POSTAGEM DE FORMA ALGUMA VEM REFLETIR A OPINIÃO DESTE HUMILDE BLOGUEIRO.
TERMINEI ESTA POSTAGEM DEBAIXO DE MUITAS LÁGRIMAS.
ELA NÃO É BASEADA NA DEFESA DO PT OU DE DILMA ROUSSEF NEM TAMPOUCO DE AÉCIO NEVES, JAIR MESSIAS BOLSONARO, GLOBO, E OUTROS.
ELA É BASEADA EM RELATOS DE NOSSOS PRÓPRIOS BRASILEIROS, E SE VOCÊ DUVIDA, É SÓ CLICAR NO LINK ABAIXO.
VOCÊ VERÁ QUE POR MAIS ABSURDA QUE ESSA POSTAGEM SEJA, ELA REFLETE A IDEOLOGIA DE MUITAS PESSOAS DE NOSSO PAÍS

UMA PENA...


Brasileiros x nordestinos

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

José Serra Entregou Mesmo o Pré-Sal? Verdades e Mentiras

Como sempre, a imprensa brasileira tem feito um festival de desinformação sobre o projeto de lei do senador José Serra ( PSDB ), sobre o pré-sal.
Por um lado porque atualmente existe uma divisão entre duas categorias de imprensa no país: os que se autodenominam direitistas que querem acabar com os comunistas invasores, e a ala trabalhista que querem acabar com o imperialismo golpista dos "elites".
Por outro lado porque no fundo não entenderam coisa alguma do que a alteração do texto do projeto original, muda na prática. E isso gera o fenômeno conhecido como "preguiça editorial".
A preguiça editorial, consiste em escrever qualquer coisa baseada no seu conceito pessoal, ou apenas repercutir a opinião de algum órgão de imprensa ou algum comentarista que faça parte do seu lado do campo de batalha ideológico.
Vamos tentar entender o que realmente acontece na prática com o projeto de lei Nº 131 de 2015. Para isso vamos ler como ficou o novo texto proposto pelo tucano:


Altera a Lei nº 12.351, de 22 de dezembro de 2010, que estabelece a participação mínima da Petrobras no consórcio de exploração do pré-sal e a obrigatoriedade de que ela seja responsável pela “condução e execução, direta ou indireta, de todas as atividades de exploração, avaliação, desenvolvimento, produção e desativação das instalações de exploração e produção”.

Explicação da Ementa:
Estabelece a participação mínima da Petrobras no consórcio de exploração do pré-sal e a obrigatoriedade de que ela seja responsável pela “condução e execução, direta ou indireta, de todas as atividades de exploração, avaliação, desenvolvimento, produção e desativação das instalações de exploração e produção”.


Na verdade, para se entender de forma simples o que muda é que sem a Petrobrás a União teria menos lucro. Por que?
Existe um recurso conhecido como excedente em óleo que é dividido entre as empresas do consórcio e a União, que é obrigada a destinar sua parte diretamente para o Fundo Social, de onde os recursos são destinados para saúde e educação.
A divisão dos recursos da exploração do pré-sal funciona da seguinte forma: parte é destinada a cobrir o custo de operação, outros 15% são destinados para o pagamento de royalties.
A alteração do senador tucano não muda os valores de custo nem dos royalties, mas deve diminuir os recursos destinados ao Fundo Social, pois sua alteração retira a obrigatoriedade da Petrobrás ser operadora em todos os campos do pré-sal, e qualquer empresa pode assumir essa função.
Como a Petrobrás é a companhia que possui a tecnologia mais avançada para explorar o pré-sal, teoricamente teria menor custo de produção. Portanto a fatia para o Fundo Social seria maior.

Se analisarmos desta forma, podemos sim dizer que o projeto do senador José Serra tira dinheiro da educação e da saúde.
Digamos que um campo seja explorado por uma empresa em união com a Petrobrás. Parte do lucro irá obrigatoriamente para o Fundo Social. Mas se a empresa explorasse sozinha? O montante destinado ao Fundo Social seria negativamente impactado. Isso porque ( para que você entenda de forma simples ), sobraria menos do recurso chamado excedente de óleo que é dividido com a União, porque o custo de produção da empresa é maior que o da Petrobrás.

Resumo final
Por um lado podemos dizer que realmente esse projeto tira dinheiro da saúde e da educação;
Por outro, não há como prever se o impacto será na casa dos bilhões como vem alarmando os "especialistas" pois para que isso ocorresse seria necessário que vária empresas tirassem a Petrobrás dos campos de exploração, o que dificilmente ocorrerá.

Conclusão final
O que mais irrita, é que há um grupo de analfabetos políticos que justificam o projeto do senador com o argumento de que foi o governo que quebrou a Petrobrás, por isso ela não tem como explorar o pré-sal, quando na verdade é exatamente ao contrário. Quanto menos participação da Petrobrás na exploração menos recursos para a educação e a saúde.
Mas se você tentar explicar isso a um deles, dirão que estamos defendendo comunismo, PT e sei-lá-mais-o-que...

Se fossemos defender o PT, diríamos que o projeto do senador é entreguista como fazem canais de comunicação ligados ao partido.
Se fossemos defender o PSDB, diríamos que a Petrobrás está quebrada e outras pérolas.

Como não recebemos nenhum recurso nem de PT, nem de PSDB e nem de excedente nem de óleo de peroba, nos limitamos a explicar de forma bem simplista o projeto Nº 131 de 2015.
Espero que tenhamos contribuído para apagar de vez suas dúvidas que foram em parte alimentadas por uma imprensa preguiçosa e alarmista, que ou está de um lado ou de outro, menos ao lado da verdade.

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Mato Grosso da Confusão do Sul

Já se foi o tempo em que falar de política aqui no estado era fácil.
Teve o senador Delcídio do Amaral ( PT/PMDB ) que foi preso, senadora Simone Tebet ( PMDB ) com bens bloqueados junto com a prefeita de Três Lagoas, Márcia Moura ( PMDB ).
Teve mais pedido de prorrogação para a investigação da operação Lama-Asfáltica.
Tem o casal Piccarelli que pode sair do PMDB e ir para o colo do PSDB.
Tem juiz transferindo ação do Puccinelli contra vereadora Luíza Ribeiro ( PPS ), porque sua vara é incompetente para julgar a questão.
Tem candidato usando Cassems para fazer propaganda eleitoral muito, mas muito mesmo antecipada, porque nem mesmo sabe se vai sair candidato.
Temos o deputado Orro ameaçando sair da sigla se ele não for o candidato, mas se o Dagoberto for ele fica. Emburrado, mas fica...
Tem a família Trad numa luta entre dois irmãos brigando pela cadeira de prefeito de Campo Grande, e tem irmã que libera "nudes" querendo ser vereadora. E pior! Tem partido que vai sim, lançar a candidatura dela, pode acreditar!
E nessa confusão toda, ainda reina entre os vereadores a raiva desenfreada contra o atual-ex-cassado-ex-prefeito(!) Alcídes Bernal ( PP ).
Nada fazem os vereadores do que reclamar, criticar, e dar entrevista para sites de notícias que preferem confusão e caos.
Aliás, tem um site de "noticiasinternéticas" que fala tanto de Paulo Siufí ( família Trad ), que dia desses até em uma matéria sobre o Aloísio Danone do Esporte Clube Comercial, ele foi citado!
Pra terminar temos a deputada Mara Caseiro ( PMB, isso mesmo PMB não PMDB ), brigando com seu próprio partido porque pensa em ser a candidata do PSDB...
É tanto troca-troca, que ninguém sabe se a vaga é do partido, é do candidato, ou é do capeta!

Se eu me acertar por aqui, volto outro dia...

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Academia Italiana Sul Mato grossense de Letras

O ex-governador Andrea Puccinelli ( PMDB ), nos presenteou com uma notícia maravilhosa.
Ele não será mais candidato porque agora quer mesmo é cuidar dos netos.
Tenho pena dos netos...
Porém, para mim, que trabalho com livros, ele deu uma notícia melhor ainda, a de que vai tentar criar o instituto "André" Puccinelli, e que passará a escrever livros.
Quais best sellers poderiam surgir de uma mente tão brilhante?
Teríamos de fundar uma academia de letras exclusivamente para ele, a Academia Italiana Sul Mato Grossense de Letras.
Prevejo filas e filas para conseguirem um mísero autógrafo em um de seus livros fantásticos.
Vejo entrevistas com Jô Soares, vejo prêmios internacionais, vejo suas obras sendo levadas para o vaticano, para serem traduzidas do ítalo-pantaneiro para todas as línguas do mundo.
Há alguns livros porém que com certeza terão sucesso por suas polêmicas, e que podem ao mesmo tempo ser proibidos pela ( nada ) santa sé...
Posso prever portanto alguns títulos que acredito podem sair da mente sinistra desse tão nobre futuro autor:

Se meu Uno falasse...
A Fantástica Fábrica de Asfalto...
O Aquário...
Como perder uma Copa em dez dias...
Jerônimo, o homem que indiquei...
Zeca e eu, uma história de amor e ódio...

E o Best Seller:

Cem mil léguas asfálticas e outras estórias mal contadas...